OEI | CienciaEIC | Formación | Boletín | Novedades | IberDivulga | Contactar RSS Twitter G + Facebook OEI Canal YouTube
Cargando


Áreas de Cooperación Educación | Ciencia | Cultura

Contributos da reforma curricular em Timor-Leste para a literacia do cidadão em Ciências da Terra

Compartir en facebook Compartir en Twitter

Bonito, J., Rebelo, D., Morgado, M., Gomes, C., Coelho, C., Soares de Andrade, A., & Marques, L. (2014). Contributos da reforma curricular em Timor-Leste para a literacia do cidadão em Ciências da Terra. Terrae didatica, 10(3), 436-454. ISNN 1980-4407 versão papel e on-line

Jorge Bonito Escola de Ciências Sociais da Universidade de Évora / Centro de Investigação “Didática e Tecnologia na Formação de Formadores” da Universidade de Aveiro, Portugal. - Dorinda Rebelo Escola Secundária de Estarreja, Portugal. - - Margarida Morgado Escola Secundária de Viriato, Viseu, Portugal.- Conceição Gomes Escola Secundária D. Afonso Sanches, Vila do Conde, Portugal. - Celeste Coelho Departamento de Ambiente e Ordenamento da Universidade de Aveiro, Portugal. - António Soares de Andrade Centro de Investigação GeoBioTec da Universidade de Aveiro, Portugal. - Luís Marques Centro de Investigação “Didática e Tecnologia na Formação de Formadores” da Universidade de Aveiro, Portugal.

RESUMO No âmbito da reestruturação do currículo de Timor-Leste, o ensino secundário – com a duração de três anos – foi desenhado em dois percursos: o de Ciências e Tecnologias e o de Ciências Sociais e Humanidades. Ambos incluíam uma componente de Formação Geral. Ainda que sem tradição em Timor-Leste, o ensino Ciências da Terra foi integrado nos dois cursos, por meio, respetivamente, das disciplinas de Geologia e de Geografia. Os programas das disciplinas foram elaborados por duas equipas da Universidade de Aveiro (Portugal). Cada uma delas elaborou, também, manuais para os alunos e guias para os professores, relativos aos três anos de escolaridade. Ainda no âmbito deste processo, a Universidade de Aveiro organizou um plano de formação para futuros professores de Geologia e de Geografia em Timor-Leste, realizado in locu e em território português.

PALAVRAS-CHAVE:Timor-Leste, Geociências, currículo, ensino secundário, materiais curriculares

Reforma curricular em Timor-Leste Se pensarmos que a sociedade atual exige da parte dos cidadãos consideráveis níveis de competência profissional e reconhecendo-se as vertiginosas mudanças sociais, económicas e tecnológicas, compreendem-se as preocupações dos responsáveis pelas políticas educativas, primeiro com a natureza e a qualidade dos currículos formais e, depois, com a respetiva implementação. Deve sublinhar-se, com agrado, que as autoridades dum jovem país como é Timor-Leste revelaram estar bem sintonizadas com esta problemática como fica expresso pelo apoio que, em 2010, o Ministério da Educação solicitou à Fundação Calouste Gulbenkian, de Portugal, visando a reestruturação curricular do Ensino Secundário Geral. Daí resultou o projeto elaborado com o apoio técnico da Universidade de Aveiro, o qual contou igualmente com a cooperação do Instituto Português de Apoio ao Desenvolvimento, sendo apresentado ao Fundo da Língua Portuguesa e aprovado para financiamento (www.ua.pt/esgtimor).

A matriz que marcou a conceção da referida reestruturação curricular emergiu de três grandes orientações, a saber: elementos marcantes do desenvolvimento recente do sistema educativo timorense; programas internacionais que tiveram a adesão do país (“Education for All” e “Objetivos de Desenvolvimento do Milénio”); realidade interna, na qual se inscrevem princípios normativos (Constituição da República, e Lei de Bases da Educação), princípios orientadores da ação (Política Nacional da Educação), reformas estruturais (Lei Orgânica do Ministério da Educação) e reforma do sistema de ensino (Reforma Curricular do Ensino Básico).

Relativamente aos designados “elementos marcantes” importa recordar que a educação surgia no Plano Nacional de Desenvolvimento como estruturante no processo de redução da pobreza, na melhoria do bem-estar económico, social e cultural dos indivíduos, das famílias e das comunidades e no favorecimento da igualdade entre sexos.

Descargar

30 de enero de 2016

 

Filtrar noticias

  - Todas las noticias
- Ciencia
- Universidad
- Sala de Lectura Ciencia y Universidad
- Sostenibilidad
- Instituto Iberoamericano de la Enseñanza de las Ciencias y la Matemática – IBERCIENCIA
- Sala de Lectura - IBERCIENCIA

Suscripción gratuita a las Novedades de Ciencia y Universidad de la OEI

  - Acceso al formulario

Convocatorias Centro de Altos Estudios Universitarios de la OEI

Seminario Internacional “Cultura científica y comunicación social de la ciencia”

5 de octubre a las 16.00 horas en el Salón Josefina Plá de la Universidad Autónoma de Asunción
En el marco de la Cátedra CTS de Paraguay promovida por el CONACYT de Paraguay con el apoyo de la OEI se va a celebrar el cuarto de los Seminarios previstos como complemento del cuarto módulo del Diplomado CTS
En esta ocasión tanto el módulo como el Seminario estará a cargo de José Antonio López Cerezo (España)
El Seminario es de acceso libre (previo registro) y gratuito

Taller de Estadística con Scratch - Webinar del Club Scratch de IBERCIENCIA

El 28 de septiembre a las 18 horas (horario CEST Madrid) Nuestro objetivo es difundir la introducción a la programación utilizando Scratch como herramienta. Además, nos gustaría que estas actividades fuesen también útiles para múltiples profesores, alumnos e incluso madres y padres interesados en este ámbito.
Por ello, hemos elegido como tema directriz de una serie de videotalleres la estadística con el apoyo de la Consejería de Economía y Conocimiento de la Junta de Andalucía.

As alterações climáticas nos média escolares (2.ª edição) - MOOC Universidade de Porto / OEI

Ya está abierto el registro de este MOOC de la Universidad de Porto en el que la OEI colabora. Es totalmente gratuito y se inicia el 5 de octubre
As alterações climáticas são já uma realidade e é, por isso, importante conhecer as principais causas destas mudanças, os seus impactes e formas de os solucionar. Os professores do ensino básico e secundário têm um papel ativo no ensino desta temática aos alunos. Através dos média, os docentes podem comunicar as mudanças que estão a acontecer no clima e as formas como podemos lidar com as mesmas, numa linguagem familiar aos alunos.

Paraguay: El MEC declaró de interés educativo la cátedra CTS desarrollada por CONACYT

El Ministerio de Educación y Cultura (MEC) declaró de interés educativo la Cátedra Ciencia, Tecnología y Sociedad (CTS) por medio de la Resolución 15830. La cátedra es desarrollada por CONACYT a través del Programa PROCIENCIA con la colaboración de la OEI.

Seminario Internacional “Inventar una escuela inclusiva como contrapropuesta a la violencia y el autoritarismo”

20 de septiembre a las 12.00 horas en el Salón Josefina Plá de la Universidad Autónoma de Asunción
En el marco de la Cátedra CTS de Paraguay promovida por el CONACYT de Paraguay se va a celebrar el tercero de los Seminarios previstos como complemento del tercer módulo del Diplomado CTS
En esta ocasión tanto el módulo como el Seminario estará a cargo de Reina Cortellezzi (Uruguay)
El Seminario es de acceso libre (previo registro) y gratuito

Más convocatorias: 0 | 5 | 10 | 15 | 20 | 25 | 30 | 35 | 40 | ... | 130



Observatorio Iberoamericano de la Ciencia, la Tecnología y la Sociedad

Revista CTS
     
     


Escuela de Ciencia

     
     


Apropiación Social de la Ciencia

     
     


Otras Actividades Programáticas

     
     
     
subir   subir
© Organización de Estados Iberoamericanos 2011. Actualizado el 16-Dic-2012 Desarrollo y mantenimiento: asenmac