OEI | Ciencia | Red | Formación | Contactar |

Inicio | Opinión | Reportajes | Noticias | Entrevistas | Multimedia

Salud | Comunidad

Educação para mais responsabilidade social. Isabel P. Martins

11 de abril de 2016

Presentamos el boletín número 3 de la AIA - CTS.
AIA-CTS Associação Ibero-Americana Ciência-Tecnologia-Sociedade na Educação em Ciência
Además del editorial de Isabel Martins tienen acceso al boletín completo y a la información de la Asociación y del
V Seminário Ibero-Americano CTS (V SIACTS)

Com este número o Boletim entra no seu segundo ano de publicação. Trata-se, é certo, de uma publicação ainda muito jovem mas com potencialidades para chegar a um público mais vasto do que os Associados da AIA-CTS, assim cada um de nós se envolva na sua difusão alargada. As notícias sobre eventos ocorridos e outros programados, livros e revistas, artigos curtos sobre ideias centrais subjacentes a políticas e práticas educativas a nível de desenvolvimento curricular, recursos didáticos, projetos de intervenção, formação de professores, avaliação de aprendizagens e de competências, serão motivo de interesse para acompanhar e difundir o Boletim. Este foi um propósito de partida da AIA-CTS e gostaríamos de poder vê-lo crescer e de avaliar o seu impacte na Educação em Ciências.

A educação é central em qualquer sociedade, todos concordam com isso. Não que seja apenas o que se aprende na escola, aquilo que condiciona o que cada um será no futuro, mas porque a escola deve ser o espaço e o tempo em que competências básicas se constroem e essas, sim, nos capacitam para aprender para além da escola. Ora, a educação em ciências tem vindo a assumir uma importância crescente nas sociedades atuais, dado o aumento do número de anos da escolaridade obrigatória, o que acrescenta, em geral, mais anos ao estudo das ciências. Por outro lado, desfez-se o mito de que aprender ciências não era um assunto para crianças pequenas devido à sua complexidade. A investigação sobre o ensino e a aprendizagem das ciências nos primeiros anos tem demonstrado que se trata de uma área de intervenção muito importante e com ganhos apreciáveis para o desenvolvimento de competências. Assim, e em geral, ensina-se ciências mais cedo e durante mais anos. E nas aprendizagens que ganhos houve? Esta é a questão central e as respostas serão muito diversas, dependendo dos países, dos contextos, das orientações políticas sobre currículos e programas e, sobretudo, da formação dos professores e das suas práticas.

É neste leque alargado de variáveis que se equacionam orientações para melhor educação em ciências que promova mais e melhor cidadania, de mais igualdade para todos saberem decidir enquanto cidadãos num futuro incerto, apesar do crescimento e avanço do conhecimento científico e tecnológico. A educação em ciências de orientação CTS é uma via a percorrer para alcançar propósitos de cidadania mais justa e de futuro mais sustentável. A educação CTS não anula a importância do conhecimento científico, pelo contrário realça o seu papel central na compreensão de muitos problemas reais e amplia horizontes no desenho de soluções em cenários que, numa sociedade global, se venham a equacionar. Ser literato em ciências e tecnologias tem de ser um objetivo de todos, construído ao longo de toda a vida. Como conseguiremos preparar-nos para isso é um dos grandes desafios.

O V Seminário Ibero-Americano CTS, a realizar em 4-6 de julho próximo, na Universidade de Aveiro, tem como tema central «Novos desafios societais no ensino das ciências e tecnologias», um tema atual, por isso pertinente, mas muito ambicioso. Falar em desafios implica discutir formas de os superar e as respostas serão, necessariamente, muitas e diversas. Assim se espera que aconteça. Foram submetidos cerca de 300 trabalhos, dois terços dos quais foram aceites para apresentação. Esperamos que os seus autores, bem como todas as participações convidadas – conferências e painéis -, nos acrescentem saberes que possam consolidar quadros referenciais para a investigação, a prática educativa e a formação de professores.

Isabel P. Martins Direção da AIA-CTS

Download Boletim

V Seminário Ibero-Americano CTS (V SIACTS)

O V Seminário Ibero-Americano CTS (V SIACTS) constitui a 9.ª edição do Seminário CTS, celebrado pela primeira vez na Universidade de Aveiro (Portugal), em julho de 2000. Até 2008 este Seminário foi Ibérico e ocorreu alternadamente em Portugal e Espanha. Durante a sua quarta edição, em 2006, na Universidade de Málaga, decidiu-se que o V Seminário Ibérico, a realizar em Portugal, em 2008, seria alargado aos investigadores da América Latina e corresponderia simultaneamente ao I Seminário Ibero-americano. O II Seminário Ibero-americano, em 2010, foi o primeiro a ocorrer na América Latina, na Universidade de Brasília (Brasil). O III SIACTS decorreu em Madrid e o IV SIACTS em Bogotá (Colômbia).
Com a criação da Associação Ibero-Americana CTS na Educação em Ciência (AIA-CTS) e a eleição dos seus Órgãos Sociais em 2012, a Associação passou a ser co-organizadora dos Seminários juntamente com a Instituição anfitreã.

Tal como os Seminários anteriores, o V SIACTS configura-se como um espaço de debate académico sobre o campo de investigação das interrelações Ciência-Tecnologia-Sociedade no ensino / educação em Ciências, centrando-se no papel da investigação e da inovação como forma de alcançar uma educação em ciências de qualidade.

Com o tema geral escolhido “Novos Desafios Societais no Ensino das Ciências e Tecnologia” pretende-se destacar a importância de contextos sociais e problemáticas atuais no ensino das Ciências e Tecnologia e, daí, a necessidade de discutir e aprofundar trabalhos e reflexões desenvolvidas pelos participantes nos seus grupos e projetos de investigação. A educação CTS é encarada como uma via para concretizar o ensino das Ciências orientado para uma literacia científica crítica dos alunos e o caminho para uma educação para a Cidadania e para o Desenvolvimento Sustentável. O intercâmbio científico favorecido pela proximidade das línguas ibero-americanas será uma mais-valia do Seminário.

Através dos temas escolhidos para o V SIACTS pretende-se focar as abordagens em questões mais específicas, tais como a formação de professores, os currículos escolares e a educação para a sustentabilidade.

Tema 1: Formação de Professores – Que avanços e boas práticas partilhar?
Tema 2: Integração de conteúdos CTS nos currículos – Como estamos nos países Ibero-americanos?
Tema 3: Literacias e Sustentabilidade – E depois das Décadas?

http://seminariocts2016.web.ua.pt/?lang=es

Associação AIA-CTS
Universidade de Aveiro
Campus Universitário Santiago
3810-193 AVEIRO
PORTUGAL
de-aia-cts@ua.pt
http://aia-cts.web.ua.pt

Palabras clave:

subir

  
Diseño y contenidos por asenmac