OEI | Ciencia | Red | Formación | Contactar |

Inicio | Opinión | Reportajes | Noticias | Entrevistas | Multimedia

Salud | Comunidad

¿Por qué es tan difícil enseñar física?

12 de agosto de 2016

Como conferencia de cierre el comité organizador del V Seminario CTS celebrado en Aveiro programó una conferencia de uno de los científicos portugueses más destacados: Rui Agostinho, Observatório Astronómico de Lisboa.
La ciencia que suele dar mayores problemas en su enseñanza es la física. Son múltiples las razones. Por ello un acierto más del Seminario era la presencia de un astrofísico en la conferencia toda vez que la conquista del espacio también es uno de los campos que más atraen a los jóvenes.

Aunque la conferencia está en portugués resulta muy sencillo de seguir. Les recomendamos verla y aprovechar algunas de sus enseñanzas en las aulas.

La conferencia tuvo la presentación de Mª Arminda Pedrosa.

Rui Agostinho é Professor Auxiliar com nomeação definitiva no Departamento de Física da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (FCUL), director do Observatório Astronómico de Lisboa, fundador e investigador do Centro de Astronomia e Astrofísica da UL (CAAUL), fundador e sócio da Sociedade Portuguesa de Astronomia (1999), da União Astronómica Internacional, membro da European Astronomical Society, e da Sociedade Portuguesa de Física.

Licenciou-se em Física pela Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (FCUL) em 1982, efectuou provas de Aptidão Pedagógica e Capacidade Científica na FCUL em 1986, concluiu o doutoramento em Doutoramento em Física/Astrofísica na Univ. da Carolina do Norte (Chapel Hill, EUA) em 1992.

Áreas de Investigação em Astronomia:

  • Estrutura, dinâmica e evolução da Via Láctea.
  • Abundâncias químicas estelares na galáxia.
  • Detecção de buracos negros estelares.

Actividades de Investigação:

  • Coordenador e investigador de muitos projectos científicos na FCT.
  • Foi Coordenador Científico do Projecto YALO: utilização do telescópio de Yale no Observatório Inter-Americano de Cerro Tololo (CTIO), com as Research in Astronomy (AURA) e a Universidade do Chile.
  • Orientador de diversos estudantes de Mestrado e Doutoramento em Astronomia e Astrofísica, na FCUL.
  • Utilização de telescópios em observatórios internacionais no Chile.
  • Organização e participação em encontros científicos internacionais.

Áreas de Ensino:

  • Cadeiras avançadas do Mestrado em Astronomia e Astrofísica da FCUL. Atmosferas Estelares, Astronomia Galáctica, Técnicas Observacionais e Redução de Dados.
  • Cadeiras de Física experimental e teórica.
  • Astronomia básica e avançada (estrelas, sistema solar, etc.)
  • Cursos de formação em Astronomia.
  • Autor do Caderno que acompanha o Manual de Físico-Química do 7º ano, da editora Santillana, 2012.

Actividades Profissionais realizadas:

  • Instalação em 2001 do Centro Horário de Alta Segurança no OAL.
  • É responsável pela manutenção da Hora Legal no OAL e Serviço de distribuição da Hora Legal ao país, em modo seguro às instituições e firmas portuguesas.
  • Estudo e início da musealização do OAL.
  • Desenvolveu e apoia actividades de investigação histórica no OAL na vertente científica.

Divulgação Científica:

  • Fundador e colaborador do boletim "O Observatório" do OAL até 2007.
  • Fundador das Notícias da Astronomia "astronovas" do CAAUL/OAL.
  • Fundador e organizador das palestras públicas mensais no OAL desde 1995 até à data.
  • Responsável pelas iniciativas do "Eclipse Solar de 1999" e do "Eclipse Solar 2005" com a Direcção Geral de Saúde (DGS).
  • Palestras em muitas Escolas Secundárias, Encontros de Astronomia de amadores, Culturgest, Fundação Calouste Gulbenkian e outras entidades.
  • Concepção e criação do módulo sobre "O Universo, na exposição das "Potências de 10" na Fundação Calouste Gulbenkian (Fev-Jun 2002).
  • "O Trânsito de Vénus 2004", Maio a Julho de 2004. Coordenador do Nodo Português da organização Europeia VT-2004, do ESO. Coordenador da informação científica e autor de alguma documentação associada.
  • "À Luz de Einstein", Autor da secção "O Universo" da exposição na Fundação Calouste Gulbenkian entre Setembro 2005 e Janeiro 2006, em celebração do Ano Internacional de Física 2005.
  • Colaborador da revista "Quo" entre 2001 e 2004.
  • Autor do programa de rádio "O Canto da Ciência" na Antena 2, entre Janeiro-2000 e Agosto-2005.
  • Colaborador na exposição "A Aventura da Terra" no Museu de Ciência da Universidade de Lisboa, 2009/10. Ainda decorre.
  • Co-autor no livro "VIDA: Origem e Evolução", com o capítulo "Condições Astronómicas para a Vida", 2011.

Más sobre el V Seminario CTS

 

 

Palabras clave:

subir

  
Diseño y contenidos por asenmac