Educando con Energía

OEI recebe quatro participantes do projeto Educando com Energia

Educação . 08/05/2018
Tamaño del texto + -

Durante a segunda semana de maio de 2018, uma delegação de quatro pessoas da Colômbia, participantes do projeto Educando com Energia, visitou a Espanha para se reunir com organizações e centros educacionais na cidade de Madri.

A Secretaria-Geral da Organização de Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI) recebeu, na manhã do dia 8, a representante da OEI Colômbia, Laura Ximena Solorzano Bejarano; o professor, Nelson Orlando Garavito Bejarano; a orientadora, Diana Beatriz Jerez Guerrero; e os estudantes do ensino médio, Cielo Rocio Betancourt Quimbaya e Farid Andres Perez Álvarez.

O grupo foi recebido pela equipe de educação da Secretaria-Geral, que teve a oportunidade de apresentar a organização e os diferentes projetos que estão sendo realizados na organização.

O diretor-geral de educação, Carlos Abicalil; da área de cidadania global, direitos humanos e desenvolvimento sustentável, Gloria Arredondo; da área de educação técnica profissional (ETP), Patricia Pereira; da área de educação inclusiva, qualidade e formação de professores, Juanjo Leal; e Angélica Paez, responsável pelo projeto Luzes para Aprender, receberam o grupo e apresentaram a organização e os diversos projetos realizados no campo da educação.

Após as apresentações feitas pela OEI, os participantes puderam apresentar o projeto Educando com Energia e trocar experiências e boas práticas com os técnicos e gestores da Secretaria-Geral.

“Educando com energia” surge no âmbito da parceria formada entre a OEI e a Fundação Enel Colômbia, fundada pelas empresas Companhias CodensaEmgesa do Grupo Enel.

É uma iniciativa social que visa fornecer ferramentas que permitam que mais de 5.000 jovens de escolas públicas de Bogotá fortaleçam suas habilidades vocacionais e profissionais, para melhorar suas possibilidades de recrutamento e inserção no mercado de trabalho. O projeto trabalha com professores, orientadores e famílias por meio de um processo de diálogo que pretende favorecer o ambiente em que esses jovens estão inseridos e consolidar cenários que possibilitem as tomadas de decisão de maneira mais responsável em sua trajetória de vida.